O controverso projeto de criptomoeda Worldcoin realizou uma auditoria especializada que revelou preocupações significativas sobre a privacidade dos usuários.

Continua após a publicidade..

A análise, conduzida pela firma de segurança Trail of Bits, expôs potenciais riscos associados ao manuseio dos dados biométricos das pessoas pelos dispositivos Orbs, espalhados globalmente para escanear íris.

A Fundação Worldcoin e a empresa Tools for Humanity (TFH) contrataram a Trail of Bits para auditar o software que alimenta os Orbs, em um esforço para responder às crescentes preocupações sobre privacidade.

Continua após a publicidade..

Embora a auditoria não tenha revelado vulnerabilidades exploráveis diretamente relacionadas aos objetivos do projeto, ela destacou uma falha preocupante: o software não bloqueia a memória RAM dos dispositivos, o que poderia levar a uma potencial exposição de dados sensíveis.

De acordo com o relatório da Trail of Bits, a expansão da capacidade de memória RAM dos escâneres poderia resultar na persistência indefinida de dados privados e biométricos dos usuários na memória, se o espaço de troca fosse configurado para tal.

Continua após a publicidade..

Para mitigar esse risco, a Trail of Bits recomendou que a Worldcoin implemente medidas para bloquear a memória RAM onde os dados confidenciais são armazenados. Além disso, aconselhou uma vigilância constante para garantir que os dados biométricos dos usuários não sejam utilizados de maneira inesperada.

  • Leia também: Projeto cripto sofre perda de R$ 15 milhões em roubo de NFTs

Worldcoin tem riscos de exposição de dados

A auditoria surge em meio a uma onda de preocupações globais sobre privacidade, com o projeto enfrentando investigações e proibições em vários países. A decisão da Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) de proibir a Worldcoin de continuar operando no país, baseada em preocupações semelhantes, destaca a seriedade do problema.

Embora o relatório da Trail of Bits não tenha encontrado uso indevido dos dados biométricos até o momento, ressalta a importância de abordar essas preocupações de forma proativa. Tiago Sada, um dos arquitetos do Worldcoin, insistiu recentemente que o projeto não tem intenção de reter informações privadas dos usuários, buscando tranquilizar o público.

  • Leia também: Solana supera BNB e torna-se a 4ª maior criptomoeda do mercado

Source: CriptoFacil

Share.

Eu sou a Joseana, criadora do GANHANDO GRANA. Sou apaixonado por ajudar as pessoas a alcançar o sucesso financeiro, e acredito que o conhecimento é o poder. O GANHANDO GRANA é um site dedicado a fornecer informações valiosas sobre vagas de emprego, finanças pessoais e mercado financeiro. Nosso conteúdo abrange uma ampla gama de tópicos. Além disso, oferecemos uma seção de renda extra/renda online, com informações sobre como ganhar dinheiro adicional ou começar seu próprio negócio online. Acredito que todos têm o potencial de alcançar o sucesso financeiro, e estou aqui para ajudá-lo a alcançar seus objetivos. Acesse o GANHANDO GRANA hoje mesmo e comece a trilhar seu caminho para o sucesso!