O mês de março foi um dos mais positivos da história das criptomoedas em termos de preço, mas não em segurança. De acordo com dois relatórios, um da PeckShield e outro da Dune Analytics, de março de 2024 revelou um aumento preocupante em ataques hackers a protocolos.

Publicidade

De acordo com a PeckShield, o aumentou foi ainda maior no setor de finanças descentralizadas (DeFi). O documento aponta que ocorreram mais de 30 incidentes causando aproximadamente US$ 187,29 milhões em perdas. Ou seja, quase R$ 1 bilhão em valores atuais.

Por outro lado, o relatório Scam Sniffer da Dune destacou o aumento no phishing, que são golpes onde hackers se passam por entidades legítimas. Essas ações causaram roubos de mais de US$ 71 milhões no mês passado.

De olho nos ataques

Apesar destes contratempos impedirem o progresso no setor de DeFi, também houve motivos para comemorar. Os dados da PeckShield apontam que os protocolos conseguiram recuperar US$ 99 milhões em fundos roubados durante o mesmo período.

Publicidade

Um caso de ataque emblemático foi o da rede Munchables, que sofreu perdas de US$ 63 milhões e foi o maior ataque hacker do mês. No entanto, o hacker autor da ação devolveu todos os fundos, o que contribuiu para o alto índice de recuperação.

Publicidade

Surpreendentemente, o hacker devolveu os fundos sem solicitar qualquer resgate. Mais tarde, ele foi identificado como o pseudônimo “Werewolves0493” no GitHub, e descobriu-se que ele trabalhou para o Munchables no passado.

Em seguida houve o ataque da Curio Network, empresa focada em tokens que representam ativos do mundo real (RWA), com perdas de US$ 40 milhões devido a uma falha no controle de acesso privilegiado do poder de voto.

Outro incidente significativo apontado pelo PeckShield ocorreu com o protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) Prisma Finance, que perdeu quase US$ 11,6 milhões. Neste caso, o protocolo tenta negociar com os hackers a devolução dos fundos.

Por fim, o ataque ao protocolo WooFi ocupou o quinto lugar do PeckShield, respondendo por perdas de US$ 8,5 milhões.

Source: CriptoFacil

Share.