A gestora brasileira Hashdex entrou oficialmente na briga com as grandes corretoras globais de criptomoedas e anunciou nesta quarta-feira (27) a estreia de seu ETF spot de Bitcoin nos EUA.

Publicidade

Conforme informou a corretora ao CriptoFácil, seu produto de investimento cripto, o Hashdex Bitcoin ETF (DEFI), listado na NYSE (EUA), completou seu processo de conversão para o modelo de compra à vista (Spot) de Bitcoin (BTC).

A empresa destacou que o Hashdex Bitcoin ETF acompanha o Nasdaq Bitcoin Reference Price (NQBTCS), índice que reflete melhor a estratégia do fundo de investir diretamente em Bitcoin.

O fundo  investirá pelo menos 95% de seus ativos em Bitcoin (no mercado spot), enquanto até 5% dos ativos restantes irão para contratos futuros de Bitcoin negociados na CME e equivalentes de caixa.

Publicidade

De acordo com a Hashdex, isso diferencia o ETF por proporcionar uma referência específica que está alinhada com a sua nova abordagem de investimento. Outro diferencial do produto é a colaboração entre a Hashdex e a Tidal Investments.

Publicidade

“A Hashdex celebra este grande marco e convida todos os investidores, desde veteranos a novatos no Bitcoin, a se engajarem neste movimento que visa simplificar e expandir o acesso aos ativos digitais. Por fim, a gestora afirma que continuará trazendo opções de investimento inovadoras e acessíveis para investidores globais”, declarou a empresa.

  • Leia também: Chance de aprovação de ETF de ETH spot em maio cai para 20%

ETF da Hashdex estreia nos EUA

Fundada em 2018, a Hashdex possuí diversos fundos de investimento e ETFs cripto no Brasil, sendo que o HASH11, já foi o maior ETF cripto do mundo (antes do lançamento dos ETFs spot de Bitcoin nos EUA).

A empresa entrou pela primeira vez na corrida por um ETF spot de Bitcoin nos EUA em agosto de 2023. Ao contrário de outros que dependem de um acordo de compartilhamento de vigilância da Coinbase, o fundo da Hashdex adquire Bitcoin de exchanges físicas dentro do mercado da CME.

A Hashdex já está atrasada vários meses para um mercado competitivo de ETF spot de Bitcoin. De acordo com dados da Farside Investors, o influxo cumulativo de ETF spot de BTC, excluindo o ETF da Grayscale, agora está em quase US$ 25,5 bilhões, sendo que 80%  desse valor é dominado pela BlackRock e Fidelity.

  • Leia também: Nova tendência surge entre memecoins da Solana; vamos investigar

Source: CriptoFacil

Share.