As memecoins foram o grande destaque em 2024, registrando altas expressivas. No entanto, há uma criptomoeda que registrou ganhos de 190% e não está nesse nicho: trata-se do FTM token nativo da blockchain Fantom.

Publicidade

O preço da FTM subiu mais de US$ 0,40 centavos e atingiu sua máxima de 2024: US$ 1,16, o maior valor desde abril de 2022. Com isso, a FTM tornou-se a criptomoeda que mais se valorizou no Top 100, com exceção das memecoins.

Enquanto isso, o Bitcoin (BTC), maior criptomoeda do mercado, teve alta de 28% no mesmo período, ao passo que o Ethereum (ETH) ganhou quase 20%. Mas o que fez a FTM atingir esse patamar de preço num curto espaço de tempo?

Atualização Sonic

Um dos motivos que levou a FTM a valorizar foi uma nova atualização que está para chegar na rede. Intitulada Sonic, a atualização deve aumentar a velocidade de processamento de transações, deixando a rede mais ágil.

Além disso, a rede Sonic substituirá a rede principal da Fantom atualmente, chamada Opera. O lançamento da Sonic na rede de testes ocorreu em outubro de 2023 e até agora foi um sucesso.

Publicidade

De acordo com os testes de tráfego simulado, a Sonic apresentou capacidade máxima de 2.000 transações por segundo (TPS), com um tempo de transação de 1,1 segundos.

Para fins de comparação, a rede Opera consegue processar apenas 3,2 TPS. Portanto, a rede Sonic pode ampliar a capacidade de transações da Fantom em mais de 600 vezes.

Embora o TPS meça o número de transações que a blockchain pode processar por segundo, o tempo até a finalização indica o tempo que leva para uma transação se tornar irreversível depois de ser confirmada e adicionada na rede. No Bitcoin (BTC), por exemplo, esse tempo é de 10 a 60 minutos.

Mais novidades da criptomoeda 

Publicidade

Outro recurso importante da atualização é a Fantom Virtual Machine (FVM), que está programada para aumentar substancialmente a velocidade de execução de contratos inteligentes na rede. O FVM traduz o código da Máquina Virtual Ethereum (EVM) em seu formato, permitindo que os desenvolvedores façam uma transição tranquila.

A compatibilidade com versões anteriores significa que aplicativos descentralizados populares baseados em Ethereum podem migrar facilmente para o Fantom. E como a rede terá mais capacidade de transações, isso pode gerar uma maior demanda pela Fantom como uma alternativa ao Ethereum.

“Com a Sonic, a Fantom abre novas possibilidades, particularmente em plataformas financeiras descentralizadas (DeFi), jogos blockchain, aplicativos de alta frequência e Internet das Coisas (IoT)”, disse a equipe da Fantom.

O rendimento e a eficiência aprimorados permitem uma operação mais suave das plataformas DeFi, experiências de jogo mais ricas, manuseio eficiente de microtransações e trocas seguras de dados IoT”, disse a Reflexivity Research em um relatório publicado no mês passado.

 

 

Source: CriptoFacil

Share.