Mais uma vez, o Bitcoin hoje abriu em queda, dessa vez com perdas de 2,1% de acordo com o CoinGecko. O resultado da queda foi que a criptomoeda abriu cotada a US$ 60.910 nesta quinta-feira (9). No Brasil, a cotação do BTC caiu para cerca de R$ 310 mil.

Publicidade

E assim como aconteceu na quarta-feira (8), a queda do Bitcoin contagiou as demais criptomoedas. No Top 10, as únicas altas ficaram com a TON e a BNB. A TON subiu 4,5% e teve a maior valorização, além de ser uma das cinco maiores altas do Top 10. Já a BNB subiu 1,9%.

Por outro lado, a Solana (SOL) caiu 2,1% e liderou as perdas do dia, em seguida veio a XRP que caiu 1,3%. O Ethereum (ETH) também registrou perdas, caindo 0,5% nas últimas 24 horas, mas seu preço ficou estável na faixa de US$ 2.900.

De maneira geral, as perdas e ganhos das maiores criptomoedas (Top 100) não superaram 10%, o que mostra a crescente indecisão da maioria dos investidores. A ZBC liderou as perdas do dia ao cair 10,5% e a AKT teve o maior ganho, com alta de 9,5%. Tokens como a KAS subiram cerca de 7%, e o token da Wormhole (W) caiu 6,2% nas últimas 24 horas.

Publicidade

Por fim, o valor de mercado das criptomoedas abriu o dia em US$ 2,37 trilhões, com uma queda de 1,3%, e o volume do mercado chegou a US$ 71,8 bilhões. O valor de mercado do BTC se manteve em US$ 1,2 trilhão, o que representa 50,6% do mercado.

Queda do Bitcoin hoje

O atual cenário de queda no Bitcoin não é uma novidade, mas sim a continuação de uma tendência que já está vigente há vários dias. Essa tendência apontava que o BTC iria buscar o suporte na região de US$ 60.000, conforme mostra o gráfico abaixo.

Análise BTC. Fonte: Bitget.
Publicidade

Em análises anteriores sobre o mercado, Fernando Pereira, analista da Bitget, destacou esse cenário negativo de médio prazo na tentativa de violação desse suporte. Agora, o BTC se aproxima ainda mais da zona de perigo, descrita em vermelho no gráfico acima.

“O BTC segue seu movimento de queda da semana e tem como alvo a região vermelha no gráfico, em US$ 60.000. Lá a demanda deve voltar a subir e o volume de negociação aumentar”, explica.

Isso significa que o atual movimento de baixa abriu uma janela para que traders pudessem realizar lucros, especialmente na região de US$ 64.000. Mas conforme o preço do BTC cai, a realização de lucro por meio de vendas também diminui, o que deve levar os compradores a assumir o controle do mercado novamente.

 

 

Source: CriptoFacil

Share.