Por mais contraditório que pareça, o Bitcoin recuou, mas voltou ao patamar dos US$ 72.000. De acordo com o Coinglass, a criptomoeda fechou a semana passada em queda de 2,85%, como previsto pelo mercado. O resultado reflete o momento desafiador vivido pelo Bitcoin nos primeiros dias de abril.

Publicidade

No entanto, o preço do Bitcoin se recuperou com uma forte alta de 4,3% nas últimas 24 horas. Essa recuperação levou o preço do Bitcoin hoje, 8 de abril, a registrar uma máxima de US$ 72.471. No Brasil, a cotação do BTC chegou a R$ 366 mil, com alta de 4,4%.

O Ethereum (ETH) seguiu o mesmo caminho, registrando queda de 5,45% na semana passada, mas abrindo em alta de 7% nas últimas 24 horas. Como resultado, o ETH liderou os ganhos do Top 10 e ainda viu seu preço superar os US$ 3.600 (R$ 18.000 no Brasil). A BNB teve alta de 1,7%, XRP subiu 1%, Dogecoin (DOGE) teve ganhos de 4,6% e a Cardano (ADA) subiu 2,5%, nas últimas 24 horas.

Por outro lado, o token da Bitget (BGB) subiu 21% e liderou os ganhos da semana, seguido pelo token Mantle (MNT), com alta de 19,2%. Já no campo negativo, o token APT teve queda de 20% e o JUP, da exchange descentralizada Jupiter, caiu 17,2%.

O valor de mercado das criptomoedas subiu para US$ 2,8 trilhões, uma alta de 4,3% nas últimas 24 horas.

Publicidade

Fluxo para ETFs de Bitcoin esfria

Em meio a muita volatilidade no mercado de criptomoedas, o fluxo semanal de dinheiro para os ETFs de Bitcoin caiu para US$ 663 milhões, sinalizando um recuo momentâneo em meio à flutuação do sentimento dos investidores. Mesmo com a alta no preço da criptomoeda, não foi o mercado institucional que causou esse movimento.

No início da semana passada, o fluxo dos ETFs abriu com saída de cerca de US$ 86 milhões, um movimento que só se reverteu na terça-feira (2).

Publicidade

Além disso, o fluxo dos ETFs na semana anterior havia sido de 865 milhões. Ou seja, houve uma queda de US$ 202 milhões na entrada de fundos neste mercado.

No entanto, apesar da queda na semana passada, os fluxos acumulados no ano (acumulado no ano) para fundos de investimento em ativos digitais atingiram um máximo recorde de US$ 13,8 bilhões de dólares.

Em contraste, os produtos de investimento curto em Bitcoin enfrentaram saídas pela terceira semana consecutiva, totalizando US$ 9,5 milhões. Isto indica uma potencial desistência entre os investidores pessimistas em meio à trajetória volátil do Bitcoin.

Atualmente, faltam pouco mais de 10 dias para o halving do Bitcoin, que está previsto para ocorrer no dia 18 de abril.

 

 

Source: CriptoFacil

Share.