O preço do Bitcoin hoje, dia 16 de abril, registrou mais uma forte queda. A desvalorização chegou a 6% de acordo com o CoinGecko, o que fez a criptomoeda cair para o nível de US$ 62.000. No Brasil, o BTC teve uma queda menor e perdeu 4,1%, levando seu preço a abriu o dia em R$ 325 mil.

Publicidade

Mais uma vez, o motivo dessa queda foi o conflito no Oriente Médio, com Israel afirmando que retaliaria os ataques feitos pelo Irã no último final de semana. Essa declaração levou a um temor de que o conflito possa escalar para uma guerra global, o que derrubou os preços das criptomoedas de forma geral.

Nesse sentido, o preço do Ethereum (ETH) também caiu e chegou a US$ 3.062 – a perda foi de 5,6%. Com isso, a criptomoeda perdeu o importante suporte de US$ 3.200 e agora os compradores lutam para manter o novo suporte de US$ 3.000. O preço da TON caiu 13,6%, a maior perda do dia, e fez o valor de mercado da criptomoeda cair para a 10ª posição.

Já a Dogecoin (DOGE) caiu 6,1%, mas ainda assim teve a menor queda entre as memecoins. Ela voltou a ocupar a 9ª posição no Top 10 e viu concorrentes como a BONK e a Dogwifhat (WIF) registrarem fortes quedas superiores a 15%. Por fim, a Solana (SOL) caiu 12% e liderou as quedas do dia junto com a TON.

Bitcoin cai e puxa demais criptomoedas

A maioria das criptomoedas do Top 100 também abriu o dia em queda, destacando o clima de pessimismo do mercado. Depois do ataque de quase 300 mísseis e drones do Irã contra Israel, o governo israelense avisou que retaliaria a ação com ataques contra o Irã.

Publicidade

No entanto, o Irã alertou que qualquer retaliação teria uma resposta “severa e dolorosa” para Israel. Vale frisar que os israelenses são apoiados pelos Estados Unidos, enquanto o governo do Irã conta com apoio da Rússia. Logo, um conflito entre os dois países pode ter desdobramentos imprevisíveis e até globais.

Por isso, a maioria dos ativos de risco, incluindo o Bitcoin, voltou a cair. O S&P 500 caiu 1,2% na segunda-feira e o índice Nasdaq 100 perdeu 2,16%. Por outro lado, o índice dólar (DYX) ficou praticamente estável e o preço do ouro teve leve alta de 0,22%.

Publicidade

Das poucas criptomoedas que se valorizaram, a Core (CORE), um projeto de primeira camada compatível com EVM, registrou ganhos de mais de 62%, mas perdeu força ao longo da manhã desta terça-feira. Mesmo assim, o preço da CORE ainda registra ganhos de 20% até o fechamento desta matéria, o que faz dela a maior ganhadora do Top 100.

Outra criptomoeda que se valorizou foi a OKB, da exchange OKX, que teve alta de 7,3%, seguida pela ZBC com ganhos de 5,5%. As demais criptomoedas que se valorizaram não tiveram ganhos maiores do que 1%.

Por outro lado, a CKB liderou as perdas do dia caindo 18% e a WIF ficou em segundo lugar, com queda de 16%.

 

 

Source: CriptoFacil

Share.