1. Invista em criptomoedas

Desde o surgimento do Bitcoin ainda em 2009, as criptomoedas se destacam cada vez mais e hoje estão entre os principais investimentos para gerar renda passiva.

Publicidade

Em geral, as criptomoedas são ativos que circulam em plataformas próprias conhecidas como blockchain. Embora o valor não seja tangível, não há nada que torne esses rendimentos inoperantes.

Pelo contrário, ao ter uma carteira digital, você consegue realizar todo o tipo de operação com a moeda digital e, claro, fazer a exchange do valor.

No entanto, é preciso considerar que o mercado dos criptoativos tem uma alta volatilidade, isto é, conta com ganhos e perdas expressivos. 

Felizmente, as stable coins que podem ser compradas no app crypto.com garantem retornos entre 5 a 10% ao ano sem a volatilidade das cryptomoedas normais. Isso acontece porque moedas como o USDC e USDT usam o dólar como valor base, ou seja, cada 1 USDC vale 1 dólar, sempre.

Para ter este tipo de lucro, nós usamos a USD Coin (USDC), que é um token ligado ao Ethereum (ETH) e ao dólar, e possui 10% de rendimento ao ano no Crypto Earn quando você se compromete a deixar seus USDC na plataforma por 3 meses.

Uma outra vantagem é o cashback oferecido pelo cartão de crédito do crypto.com. O cartão básico oferece até 2% de cashback em todas as compras, além de Spotify grátis (eles oferecem reembolso todos os meses).

Por onde começar:

2. Invista em ações

É possível ganhar dinheiro de forma passiva quando você investe em ações. Porém, ao contrário de outras alternativas desta lista, os ganhos são bem mais arriscados. Justamente por isso, o investidor precisa ter muito conhecimento e controle sobre as operações ativas.

Além disso, o investimento em ações demanda bastante tempo para dar retornos significativos a ponto de garantir uma independência financeira. Sendo assim, alguém pode contar com ganhos expressivos apenas em médio e longo prazo.

Talvez a parte mais difícil seja saber por onde começar. Felizmente, hoje há muitas plataformas especializadas em auxiliar investidores novatos, e não necessariamente você precisa contar com corretores ou grandes empresas de corretagem.

Uma plataforma completa que reúne notícias e gráficos bem didáticos é a Degiro. Embora o app esteja em português de Portugal, o app permite que você faça todas as operações em instantes e com várias comodidades.

Por onde começar:

3. Crie um blog e use Adsense

Quem gosta da premissa de unir o útil ao agradável vai adorar essa forma de obter ganhos de forma passiva. Caso você tenha uma paixão ou conhecimento bem específico, você pode criar um blog e participar do programa Adsense, do Google.

Publicidade

Com isso, os conteúdos criados por você são monetizados e garantem ganhos em todos os momentos do dia. À medida que os acessos crescem, você também alcança resultados ainda melhores.

Por onde começar:

4. Crie um canal no YouTube

Invés de escrever e monetizar o seu conteúdo, também é possível criar um canal no YouTube e trabalhar com vídeos sobre assuntos do seu interesse. Conforme as visualizações aumentam, o YouTube considera o produtor de conteúdo como parceiro e permite a monetização do canal.

A partir disso, todas as visualizações impactadas por um anúncio em vídeo repassam uma fatia para o seu canal. Os ganhos dependem da quantidade de visualizações, portanto conforme os views aumentem, maior é a sua renda passiva.

Fora isso, vale destacar o recurso ainda pouco explorado Shorts, os vídeos curtos do YouTube. Essa modalidade nova de vídeo funciona de maneira parecida com o TikTok e também permite a monetização de conteúdo.

Por onde começar:

5. Crie um curso online

Uma das ideias para ganhar dinheiro mais rentáveis é criar um curso online. Bons cases e anos de experiência não devem ficar limitados ao círculo de amigos. E nada como um curso online para divulgá-lo e em paralelo ganhar dinheiro.

Publicidade

Elaborar, roteirizar e planejar um curso online é uma tarefa complexa e que certamente dura longos meses. Ainda assim, uma vez pronto, você consegue disponibilizá-lo em plataformas ou até mesmo realizar a venda direta.

O ideal é optar pela plataforma que agrega mais vantagens. Por exemplo, você tem um site com bons posicionamentos orgânicos? Então opte pela venda direta. Caso não tenha, a melhor saída seria as plataformas de cursos.

Por onde começar:

6. Venda e-books

Além de cursos, a venda de e-books é uma ótima forma para ter uma renda passiva.

A literatura é, sem dúvida alguma, universal. Justamente por isso, ela tem uma caráter acessível e, somado a isso, há ainda novas ferramentas para dar mais apoio ao aspirante a escritor.

Uma dessas novas ferramentas é o sistema Kindle Direct Publishing (KDP), da Amazon. Ela permite que todo autor, seja novato ou veterano, faça a auto publicação de uma obra e ainda receba 70% do preço praticado.

👉 Leia também: Vender ebook dá dinheiro? Quanto é possível ganhar?

7. Trabalhe com marketing de afiliados

Basicamente qualquer pessoa pode ganhar dinheiro ao trabalhar com marketing de afiliados. Em geral, o trabalho contínuo passa a ser desnecessário em certo ponto de acordo com algumas características.

Uma vez que você tenha um artigo, vídeo, comunidades engajadas etc, você consegue disponibilizar um link que faça a venda recorrente a partir do tráfego orgânico, seja através das redes sociais, mecanismos de busca ou plataformas de afiliados.

Por onde começar:

8. Venda as suas fotos online

Para os amantes de fotografia, gerar uma renda extra de forma passiva não é algo tão difícil. Isso porque há muitas formas de realizar vendas recorrentes de fotografia, principalmente quando atreladas ao comercial.

Atualmente, todo profissional encontra diversas plataformas focadas em vendas. Muitas delas contam com parcerias estratégicas e um marketplace global para apresentar as fotos em todos os cantos do mundo.

Por onde começar:

9. Alugue sua casa no AirBnB

Casas, flats e até mesmo simples quartos são ótimas oportunidades para alcançar ganhar dinheiro de forma recorrente. Isso é possível por conta da plataforma AirBnB, que torna você um anfitrião e auxilia em todo o processo de aluguel.

Ao contrário do aluguel convencional, o AirBnB funciona como um pacote de hospedagem. Ou seja, o hóspede fica apenas em dias pré determinados. Inclusive, você pode definir quais datas o imóvel fica disponível.

É claro que, se você não quiser alugar sua casa no AirBnB porque gostaria de algo a longo prazo, pode fazê-lo através de imobiliárias ou empresas como o Quinto Andar.

Por onde começar:

10. Coloque seus produtos à venda em lojas locais

Embora o digital seja um dos mais importantes canais de venda, as lojas locais ainda têm seu valor. Inclusive, alguns produtos podem ter um desempenho surpreendentemente melhor do que no digital.

Portanto, não há motivo para você não apostar em parcerias e colocar seus produtos à venda em lojas locais. Busque estabelecimentos relevantes ao seu público e ofereça uma parceria relevante para você e a empresa parceira.

A Laís, por exemplo, tem as fotos dela à venda em lojas locais no Porto, em Portugal, e também em galerias da Urban Arts no Brasil.

Fonte: BeFreela

Share.