A batalha Ripple versus SEC ainda não acabou e acaba de ganhar mais um episódio. De acordo com Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, e com Stuart Alderoty, diretor de aprendizado (CLO) da empresa, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) pretende impor US$ 2 bilhões em multas e penalidades à companhia responsável pelo token XRP.

Publicidade

Os executivos afirmaram que a SEC propôs as referidas multas em um processo judicial que terá início no dia 26 de março.

“Como você verá quando o relatório da SEC for tornado público amanhã, eles pedem ao juiz US$ 2 bilhões em multas e penalidades”, escreveu Alderoty no X.

Em resposta, Garlinghouse criticou fortemente a SEC, alegando que o regulador busca penalidades severas, embora suas acusações não incluam “fraude ou imprudência”. Além disso, ele argumentou que não há precedente para isso e que a resposta da Ripple mostrará as falhas da SEC.

SEC busca multa bilionária contra Ripple

Referindo-se a uma decisão anterior, Garlinghouse acusou a SEC de não seguir a lei corretamente no caso da Ripple. Enquanto isso, Chris Larsen, cofundador e presidente executivo da Ripple, afirmou que a SEC está desequilibrada sob a gestão de Gensler.

Publicidade

Larsen alegou que a mentalidade da SEC de se considerar acima da lei prejudicou os EUA em comparação com outras nações. Ele destacou que não se poderá ignorar essas falhas regulatórias durante o período eleitoral.

Uma mudança de liderança na SEC pode ocorrer se os republicanos ganharem as eleições deste ano, potencialmente substituindo Gary Gensler.

Publicidade

Alderoty afirmou que a SEC está determinada a punir e intimidar a Ripple, negociando declarações enganosas.

Rumores sugeriram anteriormente que a Ripple poderia enfrentar multas superiores a US$ 2 bilhões devido a vendas institucionais de XRP.

Um processo judicial identificou 4,9 bilhões de XRP em vendas institucionais, levando a estimativas de multas de US$ 2,6 bilhões com base em um preço de US$ 0,55 por XRP.

No entanto, o preço do XRP subiu para US$ 0,64, o que coloca o valor das vendas em US$ 3,2 bilhões. Isso sugere que a multa pretendida pela SEC não reflete o preço atual do XRP ou o valor total das vendas institucionais.

As vendas programáticas de XRP, incluindo as realizadas em exchanges e corretoras de criptomoedas, não são consideradas títulos. A SEC também retirou as alegações de que as vendas pessoais de XRP de Garlinghouse e Larsen eram títulos. Portanto, essas vendas provavelmente não contribuíram para a multa atualmente solicitada pela SEC.

De acordo com dados do CoinGecko, o preço do XRP subiu 2,6% nas últimas 24 horas para US$ 0,64, acompanhando a recuperação mais ampla do mercado cripto.


Source: CriptoFacil

Share.