Yves Bennaïm, fundador e presidente do 2B4CH, um think tank pró-Bitcoin da Suíça, está lançando uma iniciativa popular para alterar a constituição do país e permitir que seu banco central compre Bitcoin como reserva para o país.

Publicidade

A iniciativa também conta com o apoio do presidente da Bitcoin Suisse, Luzius Meisser, que acredita que o banco deveria adicionar Bitcoin às suas reservas.

De acordo com os responsáveis pela iniciativa, a proposta visa proteger a soberania e neutralidade da Suíça e blindar o país das incertezas no cenário econômico. Bennaïm afirmou que os preparativos para essa iniciativa já estão em andamento. Em entrevista recente, ele declarou que estão “preparando os documentos que devem ser submetidos à Chancelaria Estatal para iniciar o processo”.

Publicidade

A emenda proposta modificaria um artigo que estabelece que o banco central “cria reservas cambiais suficientes a partir de seus ganhos; parte dessas reservas é mantida em ouro”, para “parte dessas reservas mantidas em ouro e Bitcoin”.

  • Leia também: SEC pede multa de US$ 5,3 bilhões para Do Kwon e Terraform Labs

Bitcoin nas reservas do BC da Suíça

Publicidade

Bennaïm não está sozinho nessa cruzada, pois conseguiu o apoio de outros defensores do Bitcoin no país. Luzius Meisser, presidente da gestora de ativos Bitcoin Suisse, também irá defender essa iniciativa durante a próxima assembleia geral do banco.

“Minha declaração também tem um componente de marketing. Mas eu realmente acredito que o Bitcoin deve fazer parte das reservas de moeda suíças”, disse.

Uma proposta semelhante foi ignorada pelo BNS em 2022, quando Meisser e outros sugeriram que o banco poderia comprar Bitcoin às custas de títulos alemães. Na época, Thomas Jordan, presidente do conselho de administração do BNS, afirmou que o Bitcoin não atendia aos requisitos para ser uma reserva de moeda.

No entanto, os defensores dessa consulta apostam que a recente aprovação de instrumentos de ETF de Bitcoin nos EUA e em Hong Kong pode mudar a posição do banco. No Brasil, o Banco Central já declarou que não pretende adicionar Bitcoin nas reservas do país.

  • Leia também: Peru prepara testes de CBDC com apoio do FMI

Source: CriptoFacil

Share.