Seis novos fundos negociados em bolsa (ETFs) à vista de Bitcoin e Ethereum estrearam em Hong Kong nesta terça-feira (30). No entanto, a estreia ficou aquém do esperado.

Publicidade

Isso porque os novos ETFs registraram um volume de negociação de HK$ 87,5 milhões em seu primeiro dia de negociação. Ou seja, cerca de US$ 11,2 milhões. Esse número é significativamente menor do que o volume do primeiro dia de negociação dos 11 ETFs à vista de Bitcoin nos Estados Unidos em janeiro, que alcançou US$ 4,6 bilhões.

A China Asset Management (ChinaAMC) informou que seu ETF à vista de Bitcoin garantiu US$ 121,7 milhões em ativos sob gestão (AUM) até o final do primeiro dia de negociação. Enquanto isso, seu ETF à vista de ETH teve US$ 20,4 milhões em AUM.

Estreia dos ETFs de Bitcoin e Ether em Hong Kong

Os seis ETFs à vista de Bitcoin e Ether, gerenciados pela China Asset Management, Harvest Global, Bosera e HashKey, estrearam oficialmente em Hong Kong.

Publicidade

O ETF de Bitcoin da ChinaAMC liderou o volume de negociação, registrando HK$ 37,16 milhões no dia, de acordo com dados da Bolsa de Valores de Hong Kong. O ETF valorizou 1,53% no fechamento. Já o seu ETF de Ether à vista teve um volume de HK$ 12,66 milhões.

A Harvest registrou HK$ 17,89 milhões no volume de seu ETF à vista de Bitcoin e HK$ 4,95 milhões em seu ETF de Ether. Enquanto isso, o ETF de Bitcoin da Bosera HashKey registrou HK$ 12,44 milhões e seu ETF de Ether teve um volume de HK$ 2,48 milhões no primeiro dia de negociação, conforme dados da HKEX.

Publicidade

Como mencionado, quando os 11 ETFs à vista de Bitcoin nos EUA começaram a ser negociados em janeiro, seu volume do primeiro dia atingiu cerca de US$ 4,6 bilhões.

“Embora seja fácil ter expectativas exageradas — propensas a ficar aquém —, eu realmente acho que os ETFs à vista em HK são um sucesso”, disse Justin d’Anethan, chefe de desenvolvimento de negócios da APAC da market maker de criptomoedas Keyrock.

Ele acrescentou que, embora o volume “não seja nem de perto comparável ao lançamento dos ETFs à vista de BTC nos EUA, está acontecendo em uma dinâmica de mercado muito diferente”.

“O fato de Hong Kong, que não oferece acesso aos investidores da China continental (vale lembrar), estar conseguindo uma boa adesão é positivo”, disse d’Anethan.

Source: CriptoFacil

Share.