Após dias de estabilidade, o Bitcoin (BTC) finalmente estabeleceu uma direção mais clara nesta quinta-feira (25). O preço do Bitcoin hoje abriu em forte queda de 4,5% , o que fez a criptomoeda cair de US$ 66.000 para cerca de US$ 63.000. Já no Brasil, a queda foi menor, atingindo 3,7%, e o BTC abriu com seu preço cotado a US$ 328 mil, de acordo com o CoinGecko.

Publicidade

Por conta da queda do Bitcoin, praticamente todas as criptomoedas do Top 100 abriram o dia em baixa. As únicas valorizações vieram do token da Bitfinex, o LEO, que subiu 1%, e da Tron (TRX), que teve alta de 0,8%. Além das stablecoins USDT e USDC, que abriram o dia com leve alta de 0,1%.

Fora essas cinco, todas as demais criptomoedas se desvalorizaram forte. No Top 10, os destaques negativos ficaram com a TON, cuja queda superou 10% no dia, e a Dogecoin (DOGE), que perdeu 8,5% do seu valor. A Solana (SOL) também caiu forte, perdendo 8,7% do seu valor, enquanto o Ethereum (ETH) caiu 5,3% e voltou a testar o suporte de US$ 3.100.

Já a maior queda do dia ficou com a HBAR, que corrigiu parte dos fortes ganhos da semana e caiu 16,1%. Em seguida veio a Dogwifhat (WIF), cujos contratos perpétuos estrearam na Coinbase nesta quinta-feira. O que não impediu seu preço de cair 15,7% nas últimas 24 horas.

Preço do Bitcoin hoje

O BTC passou por cinco dias de estabilidade e até leve alta, quando chegou ao topo de US$ 66.000 neste mini-ciclo. Só que ao mesmo tempo, os volumes de negociação continuavam baixos, chegando a cair mais em alguns dias.

Publicidade

De acordo com Fernando Pereira, analista da Bitget, uma alta de preço com volumes em queda indica falta de sustentabilidade. Essa configuração pode até funcionar no curto prazo, mas eventualmente resultará numa correção de preços.

“A alta com baixo volume nos últimos 5 dias já nos indicavam que era apenas um ‘pullback’ que faria o preço voltar a cair. Por outro lado, o aumento de volume vendedor quando subimos metade da queda do começo do mês indicam agora um provável retorno para região de US$ 60.000 nos próximos dias”, disse Pereira.

Publicidade

Se essa queda se concretizar, significa uma nova correção de aproximadamente 5% em relação aos valores atuais. E os traders que apostaram na queda do Bitcoin se deram bem, pois as liquidações tiveram alta de 100% nas últimas 24 horas.

Dos mais de US$ 240 milhões liquidados, quase 25% das posições estavam compradas em Bitcoin, o que fez os traders desse segmento perderem US$ 59 milhões. Quem apostou na alta do Ethereum, por sua vez, sofreu perdas que chegaram a um volume total de US$ 51 milhões.

No total, mais de 96.000 traders tiveram suas posições liquidadas nas últimas 24 horas.

 

 

Source: CriptoFacil

Share.