A Hut 8, uma das maiores empresas de mineração de Bitcoin nos EUA, informou que bancos do Wall Street estão entrando em contato para comprar Bitcoin diretamente do minerador. Esse movimento surge em meio a um cenário de escassez de oferta de Bitcoin, impulsionado pelo sucesso dos fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin.

Publicidade

Os ETFs de Bitcoin, lançados em 11 de janeiro, já viram mais de US$ 12 bilhões em entradas. Isso significa que mais de 211.000 Bitcoins foram absorvidos pelos emissores de ETFs e convertidos em ações. Essa demanda súbita criou uma escassez de Bitcoin nas exchanges centralizadas, levando instituições bancárias a contatarem empresas de mineração de Bitcoin. A ideia, seria adquirir Bitcoins diretamente da fonte e com preços mais baixos.

“A escassez de oferta nessas diferentes exchanges fez com que bancos nos procurassem para tentar comprar nossos Bitcoins”, disse Asher Genoot, CEO da Hut 8.

Publicidade

Embora Genoot não tenha revelado os nomes das instituições, ele afirmou que se tratavam de grandes players do setor financeiro tradicional. “Os maiores bancos que você possa imaginar”, disse o CEO em entrevista. A hipótese é de que a Hut 8 foi contatada devido ao seu considerável número de Bitcoins. São quase US$ 600 milhões em Bitcoin, tornando-a a quarta maior detentora de Bitcoin entre as empresas publicamente negociadas nos EUA.

  • Leia também: Affyn faz integração com Immutable para lançar coleção de NFTs

Impacto do halving

Publicidade

Além da alta demanda dos ETFs, o próximo halving, uma atualização de rede esperada para ocorrer em 19 de abril, reduzirá pela metade a quantidade de novos Bitcoins criados pelos mineradores. Isso pode agravar os problemas de escassez de oferta.

“A redução da oferta em 50%, de 900 Bitcoins para 450 Bitcoins por dia, também causa um grande impacto”, explicou Genoot. “É um golpe duplo em termos de aumentar o preço do Bitcoin”. Além disso, Genoot explicou que nesses casos, o preço do Bitcoin tende a subir junto com a demanda, mas a oferta disponível cai.

Com a crescente demanda por Bitcoin no Wall Street e as expectativas positivas em torno do halving, investidores e especialistas estão otimistas em relação ao futuro do Bitcoin. Além disso, fatores como possíveis cortes nas taxas de juros nos EUA pelo Fed também podem impulsionar o mercado no segundo semestre.

  • Leia também: Analista indica 3 tokens RWA que podem subir até 50 vezes

Source: CriptoFacil

Share.